Ter um site ainda é importante?

20/12/2018

Muitos empresários me perguntam se possuir um site ainda é uma boa estratégia para a empresa e o questionamento é sempre o mesmo: Porque ter um site se posso ter uma fan page no Facebook e ou um perfil no Instagram? Alguns citam também o Linkedin e a resposta também é sempre a mesma:

o site é sua presença mínima na internet, é básico e primordial, como se fosse sua identidade no meio digital.

Você se lembra das páginas amarelas? Aquelas listas telefônicas que imperaram até o início dos anos 2000? Pois bem, usávamos tais listas para achar números de telefones, pedir uma pizza, encontrar prestadores de serviços e tantas outras coisas, com o passar do tempo tais listas foram diminuindo o número de anunciantes, o número de telefones e, consequentemente, de tamanho até praticamente sumirem em boa parte das cidades ao redor do globo. É verdade que alguns lugares mais isolados ainda fazem o uso deste recurso, mas é cada vez menor, se analisarmos de forma sincera, chegaremos à conclusão que as páginas amarelas morreram.

Então, o que as substituiu? Os mecanismos de buscas, sendo o maior deles, representando 96% do mercado o Google, o hábito de demandar por serviços, obter informação e procurar contatos não foi excluído da vida das pessoas, ele simplesmente mudou, elas recorrem ao Google para tudo.

Ao pesquisar algum termo (palavra-chave), a tendência é que a pessoa caia em seu site, não em suas redes sociais.

Quando alguém precisa achar algum prestador de serviços, procurar por um telefone ou simplesmente obter uma informação, o caminho sempre será o Google. Atualmente, são realizadas mais de 3 bilhões de pesquisas por dia na ferramenta, sendo que destas, são 150 milhões de novos termos (palavras nunca antes pesquisadas). Outro dado interessante é que 50% de todo esse volume de buscas é realizado por meio do smartphone, ou seja, o Google é a porta de entrada para sua empresa.


Ao pesquisar algum termo (palavra-chave), a tendência é que a pessoa caia em seu site, não em suas redes sociais. Isso se dá porque o Google entende que uma empresa que possui um site detém maior credibilidade e relevância e, por isso, consegue ranquear melhor que significa estar à frente, na primeira página. Além disso, pode-se ressaltar a concorrência, se uma pessoa procura um termo no Google e encontra seus concorrentes, você automaticamente perdeu aquela venda pelo simples fato de não ter aparecido para ele, existe um ditado bem popular que diz que se você não é visto, não será lembrado e essa regra se aplica também a internet.

Vale destacar também que a qualidade do seu site é indispensável, isso determina se você aparecerá a frente de seus concorrentes e se quando o provável cliente, ou lead, adentrar o seu site ele converterá ao conteúdo ali exposto.

A qualidade do seu site é indispensável, isso determina se você aparecerá a frente de seus concorrentes(...)

Por fim, há quatro aspectos que consideramos as verdadeiras vantagens de ter um site. Primeiro, a autoridade que ele gera para sua marca. Em segundo lugar, o profissionalismo atrelado à confiança atribuída pelo cliente. Tem-se também a visibilidade que sua marca conquista não só na internet, mas no mercado em geral. Por último,segundo Chat Holmes, 97% das pessoas ainda não estão no momento exato da compra, por isso, se seu site fornece conteúdo relevante por meio de um blog interno ou externo, o cliente adentra em um fluxo de marketing que chamamos de funil do marketing digital, tendo como etapa final a venda.

Portanto, um site pode ser um grande diferencial para sua empresa. Tendo em vista todos esses aspectos, é possível melhorar sua visibilidade no mercado e ainda adquirir muitos outros benefícios.

Espero ter ajudado sobre a importância de ter um bom site! 

Weber Rangel

Sócio proprietário da Valik Media

Bacharel em Administração de Empresas

e Especialista em Marketing Digital